Saltar os Menus

Notícias

2 de Dezembro de 2019

Cónego Belarmino Augusto Afonso

O documento do mês de dezembro enaltece Belarmino Augusto Afonso o nobre fundador da Revista Brigantia, e impulsionador da preservação documental no Arquivo Distrital de Bragança, dando relevo ao primeiro volume, nº 0 do ano de 1981. 

Augusto Belarmino Afonso nasceu a 13 de novembro de 1931 na freguesia de Castro Vicente, concelho de Mogadouro, faleceu a 02 de dezembro de 2005.
Foi ordenado sacerdote em junho de 1956 e licenciou-se em História pela Universidade de Coimbra.
Ao longo dos anos, Cónego Belarmino Afonso exerceu vários cargos, tais como: provedor da Santa Casa da Misericórdia de Bragança, diretor do jornal diocesano “Mensageiro de Bragança”.

Pároco, professor nos seminários de Bragança e Vinhais, e Instituto Politécnico de Bragança, pedagogo na área da Juventude, antropólogo, etnólogo, foi também diretor do Arquivo Distrital de Bragança durante 16 anos, deixando um legado intemporal e uma obra de grande plenitude em várias vertentes que marcaram indelevelmente a memória coletiva de todos os transmontanos num ato de grande simbolismo.
Muitos dos seus estudos foram divulgados na revista cultural “Brigantia”, que dirigiu
desde 1981, entre outras.
Em 2002, Conégo Belarmino Afonso foi condecorado pelo Presidente da República, Jorge Sampaio, com a Grã Ordem do Infante, por relevantes trabalhos efetuados na área da Cultura.

A Revista Brigantia, marcou definitivamente a cultura transmontana, pela subjacente diversidade temática, sendo uma mais valia para a memória coletiva do distrito transmontano.

                  

Esta notícia foi publicada em 2 de Dezembro de 2019 e foi arquivada em: Documento em destaque.

Arquivo Distrital de Bragança