Saltar os Menus

Notícias

1 de Janeiro de 2022

Documento do mês de janeiro 2022- Constituições Diocesanas Dom Frei Aleixo de Miranda Henriques, 1761

O Arquivo Distrital de Bragança destaca as Constituições Synodaes do Bispado de [Miranda] novamente feitas, e ordenadas pelo Ex.mo e R.mo Snor. D. Fr. Aleyxo de Miranda Henriques da Ordem dos Pregadores Bispo do mesmo Bispado, e do conselho de Sua Magestade Fidelissima.

Em 1761, o bispo da diocese de Miranda, Dom Frei Aleixo de Miranda Henriques, tendo em consideração a antiguidade das Constituições Diocesanas de Miranda (1565), decidiu fazer um Sínodo Diocesano, cujas Constituições foram aceites em meados do mesmo ano pelos procuradores do cabido e clero diocesano e confirmadas em provisão de 10 de dezembro seguinte.

Embora nunca tenham sido impressas nem entrado em vigor, estas Constituições têm a particularidade de, em apêndice, nos fornecerem a população da cidade de Miranda e de todas as igrejas paroquiais que integravam a sua diocese.

Desconhecem-se quais as razões que contribuíram para que estas Constituições de 1761 não passassem de um mero códice manuscrito sem qualquer aplicação, embora estejamos convencidos de que a catástrofe que se abateu sobre a cidade de Miranda, em 8 de maio de 1762 – quando o seu castelo explodiu, na sequência do cerco de um exército espanhol, provocando a morte de centenas de pessoas –, e o processo de transferência que se seguiu da sede da diocese de Miranda para Bragança sejam mais que suficientes para compreender tal facto. Não é por acaso que o códice manuscrito já referido mencione as “Constituições Sinodais do Bispado de…”, não referindo o nome da diocese a que diziam respeito!…

Disponível para consulta na nossa base de dados PT/ADBGC/DIO/MSMDRBGC/004/00012

Esta notícia foi publicada em 1 de Janeiro de 2022 e foi arquivada em: Documento em destaque.